Banner

Pesquisar

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Quem pagará por isso?

...E os homens se dizem humanos, se dizem gente...
Se dizem padres, se dizem monges, pastores, 
Se dizem até papas, se dizem santos, cantam cantos,
Cantam até Lúcifer em escarlates batinas, em douradas
Vestes cheias de mentiras, de pecados, cheias de nada.
E os homens gritam aleluias aos seus satanases,
E se ajoelham, e berram, e imploram, e riem
Como se fossem pedaços de amorfos demônios
Que caíram de lugar nenhum e aqui se perderam,
Mas respiram, são mortos, vivos em seus pecados.
Fazem escárnio de Deus, fazem suas próprias orações
E se beijam, e se consomem na promiscuidade
De corpos sem formas por serem tão meramente iguais.
Matam cruelmente para masturbar suas podres almas,
Se entregam a demôniacos desejos na podre lama
Que lhes enche a alma também putrificada, fétida.
Malditos e imundos seres que sem ser, se dizem
Humanos, míseros ocupantes de um planeta 
Que deles não precisa, gafanhotos malignos
Que destroem a própria raça. Mas um dia, um dia
Vomitarão o sangue dos inocentes que mataram,
Um dia verão suas próprias almas comendo,m
Avidamente, pedaços de vocês, e nem pedir perdão
Saberão faze-lo, por tão podres que estão


José João
10/04/2.017


sábado, 4 de março de 2017

Seu Mateus mandou dizer que vai...

Todos sabemos que o Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores do Brasil) é um órgão do poder executivo de assessoramento presidencial. Esse órgão atua cobrindo as áreas politicas, comercial, econômica, financeira, cultural e consular, responsável também pelas ações diplomáticas de representar e negociar em nome do Brasil, com outros países ou entidades internacionais. Apenas uma rápida explanação do que é e para que serve o Itamaraty, isso deixa bem claro a necessidade de lisura, de um inconteste comportamento social, moral e ético de quem o presidir.
Agora uma rápida biografia: Mateus (nome de guerra do Aluysio Nunes) terrorista, motorista e guarda-costa de um dos maiores e mais violento guerrilheiro da época, o Marighella. "Mateus" participou do assalto ao trem pagador da estrada de ferro Santos-Jundiaí, foi o motorista de fuga, na época o assalto rendeu NCr$ 108 milhões. Nesse mesmo ano participou do assalto ao carro-pagador da Massey-Fergunson. Com a possibilidade de prisão foi enviado por Marighlla para Paris, com passaporte falso de onde tentou fazer um curso de guerrilha em Cuba. Em 2.015 foi delatado pela Lava Jato como recebedor de doação no valor de R$ 500. mil.
O anão diplomático não poderia fugir de suas características, o Brasil, como General De Gaulle disse, não é um país sério. isso é confirmado pelas expressões usadas pelo Mateus. Como um país pode ser representado por  um grosseiro arremedo de diplomata? Um pobre de educação e de espirito que, sem o minimo discernimento, devido talvez à sua ignorância, incapacidade e incompetência, responde a um jornalista, no cumprimento do dever, como se estivesse falando com seus párias terroristas, num linguajar chinfrim, promiscuo, desrespeitoso e digno da nata do lixo social.  "Vá pra puta que te pariu, vou comer o seu cu, seu filho da puta..." Como Rui Barbosa disse: os canalhas também envelhecem. Também há um adágio popular que diz: A verdade sempre aparece ou, ainda outro: quem foi rei sempre será majestade. Quem sabe pela ira do momento, no auge de um surto histérico, o Mateus tenha se lembrado de acontecimentos passados que ficaram marcados e vieram violentamente a tona, daí o ressurgimento de, talvez, desejos latentes. Mas seria bom um auto-controle, afinal o Itamaraty , esse Ministério que representa o "anão diplomático" terá como gestor um inconsequente que, independente de onde esteja, grite suas pretensões, quaisquer que forem elas...quaisquer que forem elas.

José João
04/3/2.017


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Os "primitivos" superiores.

As "gentes" são tão imbecis!
Matam a si mesmas e se dizem humanos!
"Criam" um deus que a tudo permite...
(o verdadeiro mataram; criou regras)
E se dizem cristãos?!!
São tão ridiculamente vaidosos!
Se acham únicos no universo!
Tão ridiculamente imbecis que se acham superiores!
Imagine, pedaços de carne que apodrecem por apenas
Não respirarem mais! Materiais podres são expelidos
Em posições ridículas, se sujam... imundos...
Mas se acham a essência da criação!!
Matam suas crias, matam mães, matam pais
Ora! Mas se mataram até Deus!!!
Um espécime tendendo a extinção...
Matam a si mesmos e...cruelmente, se não bastasse
Desconhecem o que é vida, o que é o nascer.
Não sabem mais de reprodução, de dualidade,
De complementaridade... mas se dizem humanos!
Se dizem "gentes"! Primitivos. Tanto que se precisam,
Mas se matam, mentem entre eles, roubam-se...
São tão imbecis que, orgulhosamente, se dizem
Descendentes de amebas. Sim, de amebas,
E hoje, por se sentirem desenvolvidos,
As expelem pelo c. como se defecassem
A própria origem. Ridículos, "hilariamente...
Ridículos...


José João
10/02/2.017

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Acho que era outro Jesus

A mim não me parece ser Jesus,
Esse que agora mostram, ter sido aquela criança
Que brincava descalço na beira do rio,
Que ria as gargalhadas, que corria nas ruas
Brincado de "não-me-pega" com os coleguinhas,
Que sempre lhes perguntavam o que não entendiam.
Não, aquele Jesus criança não é esse que me dizem,
Que me mostram, esse homem que nem sei
Se sabe rezar. O Jesus criança, acreditem,
Não tinha cabelos loiros, não tinha olhos azuis,
As vezes atropelava as palavras, como toda criança
Eufórica, ávida a contar coisas de criança para a mãe.
Aquela criança que imitava os pássaros, 
Que conversava com o tempo as coisas de seu pai,
Aquela criança que as vezes a mãe dizia:
Jesus, vá dormir, mas reze antes, ouviu?
Jesus era criança, uma criança divina, mas criança,
Que ressuscitava pássaros, fazia voar pássaros
De barro que Ele esculpia. Perguntava para a Mãe
Coisas do Pai. Ah! Uma vez ele foi dormir chorando
Porque a mãe não lhe permitiu ficar até tarde
Brincando nas ruas. Outra vez, serrando uma tábua,
(ajudando o pai, ele sempre fazia isso, era uma profissão)
Fugiu para o rio, queria brincar com os coleguinhas
Ah! Mas José ficou bravo e... lá vai Jesus...
De castigo, José era um pai como qualquer 
Outro  bom pai. Maria era mãe como qualquer 
Outra boa mãe. Só Jesus que seria criança como qualquer
Outra criança, até brincava de ressuscitar passarinhos
E amiguinhos, por isso era diferente, mas diferença maior
É que Ele não era loiro, não tinha olhos azuis, mas era santo. 
Jesus foi criança sim. Tem dúvidas? Pergunte pra Deus.


José João
24/01/2.017

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...